(45) 3035.1801 viaggiturismo@viaggiturismo.com.br

5 dicas para curtir o inverno em Bariloche

Assim como no Brasil, o inverno na Argentina inicia em junho e vai até setembro. No entanto, a temporada de neve acontece até meados de outubro.

A Argentina possui muitos atrativos que levam milhares de turistas ao país todos os anos, mas é Bariloche que encanta os brasileiros e se tornou o destino predileto nos últimos anos. Além de belas paisagens, é lá que estão as estações de esqui da região.

Aqui vão 5 dicas para você aproveitar a temporada de neve em Bariloche:

 

1 – Quando ir

É verdade que o inverno argentino inicia no começo de junho, mas nem sempre a neve chega acompanhando a estação. Então, para aproveitar a temporada, o ideal é ir para Bariloche no mês de julho. A segunda quinzena do mês já é ideal para aproveitar a neve, as estações de esqui e todo o clima gélido que Bariloche proporciona a seus visitantes.

 

2 – Vistos e Vacinas

Para os brasileiros, não é necessário ter visto para viajar para Bariloche, desde que seu passaporte esteja atualizado. Caso você não possua o documento, não há a necessidade de correr para tirá-lo. Isso porque você pode apresentar o seu RG, desde que também esteja atualizado.

Mas, atenção, não são aceitas carteirinhas de órgãos de classe como OAB, COREN, CRM, etc.

 

3 – Dinheiro

A moeda do país é o peso argentino, mas são aceitas outras moedas como o real e o dólar. Em Bariloche, os preços estabelecidos são bem mais altos que os de Buenos Aires. Por isso, o ideal é sempre viajar com a moeda local para conseguir melhores preços, especialmente em hotéis e restaurantes.

 

4 – Cuidados

A Argentina passou por uma crise política recentemente, mas ainda assim, é um país estável. Como qualquer lugar do mundo, você deverá tomar cuidado com seus pertences e não se expor demais. No inverno, redobre a atenção por causa da neve que se forma nas ruas.

 

5 – Onde ficar

Bariloche possui acomodações de todos os tipos: desde hotéis de luxo a beira do lago a hostels no centro da cidade.

No auge da temporada de inverno, é praticamente impossível encontrar bons preços em acomodações ou ainda disponibilidade de datas, então é importante se programar e fazer a reserva com bastante antecedência. Se possível, logo após a emissão do bilhete aéreo.

Bariloche possui três zonas hoteleiras:

  • O Centro, onde estão os principais hostels, lojinhas e restaurantes da cidade. As acomodações nessa região são recomendadas para os viajantes que vão a Bariloche sem carro e precisam se locomover para encontrar as atrações da cidade. Mas, lembre-se, os hotéis do centro da cidade são antigos.
  • A Avenida Bustillo, uma estrada que margeia o lago Nahuel Huapi e onde estão os hotéis de luxo. As acomodações nessa região são recomendadas para quem viaja para Bariloche e aluga um carro, pela distância do centro. Não é necessário caminhar muito para encontrar onde comer, uma vez que todos os hotéis dessa zona hoteleira possuem restaurantes.
  • O Cerro Catedral, local onde estão as estações de esqui, no entanto, um pouco distanciado do centro da cidade. Só opte por ficar em Cerro Catedral se for se dedicar totalmente ao esqui.

 

Gostou das nossas dicas? Acompanhe o nosso blog e fique por dentro de todas as novidades. E se você tem mais dicas para compartilhar com outros viajantes, escreva aqui nos comentários.

 

Mande seu comentário!