(45) 3035.1801 viaggiturismo@viaggiturismo.com.br

Quito: descubra as belezas do Equador

Porta de entrada para o arquipélago de Galápagos, Quito é mais do que apenas a capital do Equador: é o centro do mundo, com latitude de 0°0’0’’. Situada a 2.800 metros acima do nível do mar e rodeada por vulcões andinos, a cidade, cujo centro histórico é um dos mais belos e preservados do continente, reúne bons atrativos para os turistas que estão a caminho das “Ilhas Encantadas” de Galápagos.

O que fazer em Quito?

Quatro dias são suficientes para conhecer Quito. Apreciando a arquitetura única, conhecida como “barroco de Quito”, o visitante percebe que, não à toa, o centro histórico da cidade foi, em 1978, declarado o primeiro Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. Influências hispânicas, italianas, flamencas, árabes e indígenas pré-colombianas compõem as ruas estreitas repletas de casarões coloniais, museus e igrejas históricas, como a Compañia de Jesús – construção erguida com pedras vulcânicas e com corredores e altar adornados com 52 kg de ouro.

Passeios imperdíveis

Por estar no centro, ou metade do mundo, Quito é um lugar onde o visitante pode pisar, ao mesmo tempo, nos hemisférios Norte e Sul. A Mitad del Mundo é um dos pontos mais visitados, com o monumento Ecuatorial, a linha do equador e a Ciudad Mitad del Mundo – uma réplica de uma antiga cidade colonial equatoriana.

 

Quem gosta de artesanato vai adorar o Mercado de Otavalo, cidade ao norte de Quito, que ganhou fama pela feira na Plaza de los Ponchos. Produtos locais, ótimos para levar de souvenir, produzidos pelos artesãos e indígenas da região.

A cerca de 2 horas de Quito, está o Parque Nacional Cotopaxi, abrigo do mais famoso vulcão do Equador. Localizado na “Avenida de Vulcões” – como é conhecida a estrada – o parque soma 33.393 hectares e está a mais de 3 mil metros de altitude.

Cravada no meio de um vulcão inativo, a Lagoa Quilotoa é impressionante. Com águas que mudam de cor conforme a luminosidade, variando entre tons azulados e esverdeados, a lagoa possui cerca de 250 metros de profundidade.

A natureza pura de galápagos

Inspiração para que Darwin escrevesse a Origem das Espécies e a Teoria da Evolução, o Arquipélago de Galápagos, formado por 18 ilhas principais e mais centenas de ilhotas, é reconhecido mundialmente pela vida marinha abundante e a integração entre homens e animais – é possível fotografar de perto leões-marinhos, tartarugas e iguanas.

A melhor forma de conhecer o arquipélago é fazendo um tour de pela baía. As ilhas de San Cristóbal, Isabela e Santa Cruz – esta última onde está situada a Fundação Charles Darwin, Cerro Dragón e também as trilhas e piscinas naturais de Las Grietas – possuem a melhor infraestrutura do arquipélago. A praia de Tortuga Bay, a 2,5 km de Puerto Ayora – centro da ilha Santa Cruz – é um dos pontos que impressiona pela paisagem intocada e proximidade com os animais. O local é casa de iguanas marinhas e outras espécies que caminham entre os visitantes na praia. Um mergulho nas grutas, entre as rochas vulcânicas e animais marinhos é outro atrativo da ilha.

Conheça o centro do mundo com o pacote Quito e Ilhas Galápagos da Viaggi!

Mande seu comentário!