(45) 3035.1801 viaggiturismo@viaggiturismo.com.br

A história e a essência do Marrocos através das medinas do país

Há cerca de 3000 anos atrás, a história do Marrocos se iniciou com a chegada dos berberes. Ao longo dos séculos, o país foi alvo de grandes disputas entre os mais diversos povos do planeta, dos fenícios aos árabes. Sem contar no interesse de grandes potências da Europa, separada do Marrocos por um estreito de apenas 14 quilômetros.

Tudo isso graças à abundância de recursos e posição geográfica privilegiada do Marrocos, que faz fronteira com o Mar Mediterrâneo, o Oceano Atlântico, o Saara Ocidental e a Argélia. Todas as guerras e conflitos que aconteceram na região fizeram com que os marroquinos começassem a se preocupar com a proteção do território, a sua maior riqueza. E assim surgiram as medinas do Marrocos.

 

Medinas

Antigamente, as cidades eram construídas e se desenvolviam dentro de muralhas, responsáveis por proteger as construções e moradias de possíveis invasores. A vida dentro das medinas era preservada por torres de vigia erguidas junto aos grandes portões do muro de cor ocre que cercava a cidade.

É claro que com a modernidade, as cidades marroquinas tiveram que crescer para fora das medinas. Assim, seus espaços mais novos ficaram conhecidos como ‘’cidade nova’’ e as medinas como ‘’cidade velha’’.

Bem no centro das fortificações, estão as principais praças do local, de onde partiam suas ruas, bairros, vielas e becos. Ainda no centro delas, geralmente é possível encontrar uma mesquita, chamada de a Grande Mesquita. Entretanto, os mercados ganharam o papel de destaque nas medinas.

Souks

Assim, as zonas de comércio das medinas ganharam o nome de souks. Os tradicionais souks funcionam como um verdadeiro paraíso das compras. Neles, o visitante inúmeras tendas e barracas que expõe artesanato, prataria, roupas, especiarias e muito mais. É fácil se encantar com a imensidão de cores, aromas e sabores do mercado. Nas chamadas oficinas do comércio, artesãos produzem novas peças a todo momento.

Para visitar os souks, é importante estar pronto para se perder em um labirinto de lojas e principalmente estar disposto a lidar com a insistência dos vendedores. No entanto, um dos pontos positivos da experiência é a enorme chance de comprar produtos com grande desconto. O poder da barganha realmente funciona!

Se estiver à procura de produtos com a cara do Marrocos, invista nos tapetes, peças de couro e cerâmica.

Apesar da aparente desordem visual, as medinas seguem ordens e regras urbanísticas estabelecidas no passado. Enquanto algumas são divididas por etnia ou religião, outras seguem determinada hierarquia comercial e/ou social.

As medinas são comuns na maioria das cidades do país, com destaque para as de Marrakesh, Fez, Tetouan e Essaouira, classificadas como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Há também hotéis e riads nas medinas para os visitantes que quiserem se hospedar dentro da cidade velha.

 

Viva uma experiência no Marrocos no Carnaval de 2019!

 

Mande seu comentário!