(45) 3035.1801 viaggiturismo@viaggiturismo.com.br

Indochina multicultural: Vietnã, Camboja e Laos

O termo Indochina foi usado para definir uma região específica do sudeste asiático. Atualmente, a antiga denominação abrangeria países do Vietnã, Camboja e Laos. Alguns, porém, consideram que a Tailândia e o Myanmar também seriam parte da Indochina. Historicamente, a nomenclatura perdurou até o fim da Guerra do Vietnã. A mesma região também era chamada de Indochina francesa, pois os países pertencentes foram colônia de exploração da França.

A origem do nome se dá justamente por causa da sua localização: entre a China e a Índia. Também por conta da sua localização, a região sofreu influência em diversos aspectos culturais, inclusive na religião, predominantemente budista.

Indochina Multinacional

A divisão da Indochina aconteceu após a Guerra do Vietnã contra os Estados Unidos, que teve fim em 1975. Após a guerra a região foi dividida em: Vietnã, Camboja e Laos.

Vietnã

A capital do país, Hanói, é um dos principais pontos turísticos de qualquer roteiro pela região. A arquitetura em estilo colonial do centro histórico data da época do domínio francês. Além disso, também vale conhecer o Templo Tran Quoc e a baía de Há Long, patrimônio marcado pela UNESCO.

Hoi Na, a cidade das lanternas, é outro patrimônio histórico que vale a pena incluir no roteiro. Conhecida como uma das cidades mais bonitas do Vietnã, Hoi Na é também um dos principais destinos têxtil.

Por último, vale visitar Ho Chi Minh City, a maior e mais populosa cidade do país. Conhecer o Museu de Guerra do Vietnã e os Túneis Cu Chi (essenciais para a vitória do país contra os EUA). Passear pelo Rio Mekong e visitar a Catedral de Notre Dame também são algumas das diversas atividades que você pode fazer pela cidade.

Camboja

O Camboja é um destino muito famoso, principalmente, pelo complexo de templos de Angkor. Localizado na cidade de Siem Reap, possui mais de 100 templos do império Khmer, em um parque verde de tirar o fôlego. Entre Siem Reap e Battambang, também é possível fazer um passeio de barco pelo Tonle Sap Lake e conhecer a vila construída sobre as águas e os templos religiosos da cidade.

Já na capital do país, Phnom Penh, os turistas podem aproveitar para conhecer o Royal Palace, os Killing Fields, o Museu Nacional, o Central Market e passear pelas ruas de Tuk Tuk. Essa última é uma experiência que não pode faltar ao visitar essa região.

Também vale a pena conhecer as praias da Ilha de Koh Rong Samloem, as cachoeiras em Ratanakiri e os campos arqueológicos de Sambor Prei Kuk e Banteay Chhmar.

Laos

O Laos é um país conhecido, especialmente, por suas belezas naturais e por seu aspecto religioso. Na capital, Vientiane, umas das principais atrações é o Buddha Park e o COPE Vistor Center, que conta a história do país durante a Guerra do Vietnã.

Em Luang Prabang você não pode deixar de assistir a Ronda das Almas, um festival religioso que acontece diariamente. Durante o festival os monges saem dos templos e caminham pela cidade recolhendo doações de comidas.

Estando no país é imprescindível conhecer o Palácio Real, assistir o pôr do sol no Rio Mekong e conferir o Night Market.

Em Vang Vieng, é possível fazer uma série de esportes de aventura, como escaladas, trilas ou o famoso “tubing”, que consiste em descer de boia pelo rio. Outro destino para aventuras é o Thakhek, uma cidade onde é possível alugar scooters e conhecer as belezas naturais da região.

Informações úteis para a viagem

Se você quer incluir a Indochina na sua lista de viagens, é preciso se atentar a alguns pontos.:

  • É preciso emitir visto diferente para cada um dos países. O Camboja permite tirar o visto online, com o pagamento de uma taxa, e levando consigo os comprovantes. Já nos outros países você pode obter o visto na área de imigração ao desembarcar. Além disso, você pode também solicitar ainda no Brasil com as respectivas embaixadas.
  • Os principais lugares e pontos turísticos dos países aceitam receber pagamentos em dólar e cartões internacionais. Caso julgue necessário é possível fazer o câmbio no aeroporto ou hotel ou nas casas de câmbio.
  • Em relação aos meios de transporte, os mais comuns são as bicicletas, que muitas vezes são oferecidas gratuitamente nos hotéis; os tuk tuks e os táxis. Basta escolher aquele que se adeque melhor ao seu gosto e bolso.

A Indochina é uma região encantadora, repleta de belezas naturais e riquezas culturais, que surpreende viajantes do mundo inteiro.

Conheça os países da Indochina com a Viaggi! Veja nossas ofertas para os destinos ou monte sua viagem exclusiva conosco. Converse com um de nossos consultores e programe sua viagem.

Mande seu comentário!