(45) 3035.1801 viaggiturismo@viaggiturismo.com.br

Destinos maravilhosos em uma volta ao mundo de trem

Você já ouviu falar de pessoas que dão a volta ao mundo, não é mesmo? Existem várias formas de fazer isso: de barco, de bicicleta, de moto…mas e de trem, já imaginou conhecer diversos países assim? Essa é uma experiência completamente diferente de qualquer coisa que você viveu.

Para aproveitar ao máximo uma viagem dessas, ela tem que ser feita com calma, conhecendo pouco a pouco as paisagens de cada país e continente. Todas as paradas valem muito a pena, afinal, cada país tem uma cultura, uma história diferente. 

A Viaggi proporciona essa experiência imperdível a você. Em 24 dias de viagem, é possível passar por três continentes a bordo de três diferentes trens. Conheça as principais paradas do nosso roteiro:

Jasper National Park, Canada

Na pequena cidade de Jasper, na província canadense de Alberta, você pode conhecer o Jasper National Park. O parque fica próximo às montanhas rochosas, uma região com cânions, lagos, paredões de calcário. Um verdadeiro santuário, com muita história dos nativo-americanos. 

Lago Maligne, no Canadá

O Lago Maligne é um dos mais bonitos do país e o mais procurado do Jasper National Park. Este lago é abastecido por nada mais que três gelerias diferentes e tem uma infinidade de tons de azul em toda a sua extensão. 

Glaciar Athabasca, no Canadá

Em um dos maiores campos de gelo não-polar do mundo, o Columbia, encontra-se o Glaciar Athabasca. Não é à toa que é a geleira mais visitada de toda a América do Norte, pois sua beleza é incomparável. Você tem a oportunidade de fazer um passeio pelo Skywalk, um piso de vidro na beira do penhasco, o que é pura adrenalina!

Gorkhi-Terelj National Park, na Mongólia

A Mongólia, por si só, é uma experiência bastante afastada de qualquer contato com o “mundo moderno”. Numa das paradas no país, dá para conhecer o Parque Nacional Gorkhi-Terelj. Ele é um paraíso de terras intocadas, campo aberto, animais pastando livremente, bosques e templos budistas isolados no topo das colinas.

Nossa experiência por lá inclui, também, conhecer uma família nômade, cultura típica do país. Os visitantes têm a chance de entender e conhecer a cultura mongol, baseada no xamanismo e no budismo, religiões predominantes no país. 

Monastério Budista Ivolginsky Datsan, na Rússia

Já no país final da nossa viagem, visitamos um Monastério Budista, local onde os monges vivem em comunidade. O templo fica numa região conhecida como capital russa do budismo, a cidade de Ulan-Ude. Ter contato com o budismo é uma experiência renovadora, revitalizante e, claro, recheada de história e cultura. Essa religião é uma verdadeira aula de sabedoria em relação à visão do mundo e da humanidade, independentemente de quais sejam suas crenças, os monges budistas sempre têm muito a ensinar. É uma ótima oportunidade para ouvir, orar, relaxar e contemplar. 

Lago Baikal, na Rússia

Bem próximo de Ulan-Ude fica o famoso e extenso Lago Baikal, tão grande que é chamado pelos russos de mar. E não é só o tamanho que chama atenção, pois além da beleza da água cristalina, ele concentra 20% de toda a água potável presente no planeta. 

Esta é uma experiência única e gelada. Isso porque estamos na Sibéria, uma das regiões mais frias do planeta. Quando o Baikal não está congelado, a temperatura da água nas praias não passa dos 5°C. 

Moscou, na Rússia

O ponto final da nossa viagem, Moscou é uma cidade cheia de descobertas. Vamos a bordo do Trem Imperial Russia, passamos pelo imponente Kremlim de Moscou. Um dos maiores complexos fortificados do mundo, o Kremlin reúne centenas de relíquias antigas do tempo dos Czares. Essas são apenas algumas poucas paradas da nossa volta ao mundo de trem. Quer conhecer os detalhes de cada dia de viagem? Clique aqui e saiba mais.

Mande seu comentário!