(45) 3035.1801 viaggiturismo@viaggiturismo.com.br

Floresta Negra: a Alemanha como você nunca viu

Quando se pensa em Alemanha, talvez a tradição no futebol, o muro de Berlim e festas como a Oktoberfest sejam algumas das principais coisas que venham à mente. Porém, o país tem uma riqueza histórica e cultural enorme, e isso se reflete no turismo, como em lugares belíssimos como a Floresta Negra. 

Esse é o nome popular de Schwarzwald, cidade repleta de belezas naturais e um charme único. A exuberância da Floresta Negra engloba ainda outras cidades próximas. A região é notória por ter servido de inspiração para o bolo que possui o mesmo nome e até mesmo para contos de fadas, como a história de João e Maria. 

Conheça a Floresta Negra

A Floresta Negra fica na região do estado alemão de Baden-Württemberg e pode ser dividida em três áreas: norte (Nordschwarzwald), centro (Mittlerer Schwarzwald) e sul (Südschwarzwald). A cidade compreende um território de cerca de 200 quilômetros de norte a sul e de 50 quilômetros de leste a oeste. São inúmeros vales, florestas, montanhas e cidades históricas por toda a sua extensão. 

Próxima à Suíça e à França, a Floresta Negra possui uma faixa montanhosa que abriga as nascentes do famoso Rio Danúbio. Historicamente, a região é famosa por ser a terra dos relógios cuco. O nome Floresta Negra foi dado pelos romanos, que chamavam o local de “silva nigra”, muito por conta da penumbra que tomava conta do lugar devido à densa vegetação. Por conta disso, não havia como o local ser habitado, recebendo moradores lentamente e só a partir da Idade Média.

Com o avanço da necessidade de construir casas, fabricar navios para explorar os oceanos e garantir o aquecimento das casas por meio da calefação, a Floresta Negra passou a ser bastante desmatada ao longo dos séculos. Porém, a partir do século 19, iniciou-se um processo de reflorestamento. Isso deixou a área ainda mais escura.

As melhores atrações da Floresta Negra

Quando tiver a chance de viajar para a Floresta Negra, você poderá fazer passeios para conhecer as atrações mais bonitas da região. Entre elas, estão as cidades de Baden-Baden, Freudenstadt, Offenbug e Feldberg. Além disso, existem pequenos vilarejos que levam os visitantes a uma espécie de viagem no tempo pelos séculos, pois permitem a observação de uma Alemanha de arquitetura barroca e que parece resistir às evoluções do tempo.

As singularidades da região tornaram o turismo sua principal atividade econômica, acima até mesmo da produção dos famosos e clássicos relógios de madeira. Entre os principais lugares, Baden-Baden destaca-se pela história e por ser um tradicional destino da burguesia alemã e europeia, principalmente na cidade de Baden-Württemberg. 

É saindo de Baden-Baden que você encontra o trecho da estrada B500, onde está a rota mais bonita de toda a Floresta Negra. Conhecida como Schwarzwaldhochstrasse, ela atravessa a região numa altitude que pode chegar a até 1.000 metros, o que proporciona uma incrível vista panorâmica dos vales e do rio Reno.

Outras belezas da Floresta Negra

Seguindo no percurso, outras belezas naturais deslumbram os viajantes, como o pico Hornisgrinde, o lago Murmelsee (localizado a quase 1.000 metros de altitude) e o Parque Nacional da Floresta Negra. Conhecido na região como Nationalpark Schwarzwald, esse parque foi inaugurado em 2014.

Apesar de toda beleza desse trecho que atravessa a floresta, é na região sul que estão atrações como a cidade Freiburg, que tem mais de 900 anos de história. Trata-se de um excelente local para conhecer a tradição da produção dos relógios cuco e do presunto Schwarzwälder Schinken. 

A rota ainda reserva outras surpresas, como Triberg, onde estão as cascatas mais altas da Alemanha. Lá também está o maior relógio cuco do mundo, no famoso parque de relógios Eble Uhrenpark. 

Para quem quiser conhecer mais a fundo a relação histórica da região com a produção de relógios, existe a Rota Alemã dos Relógios (Deutsche Uhrenstrasse). Ela é uma verdadeira viagem pelos séculos 18 e 20 entre as principais cidades responsáveis pela produção antiga de relógios.

Mais sobre o bolo Floresta Negra

Visitar essa região da Alemanha e não provar o famoso bolo com o mesmo nome (Schwarzwälderkirschtorte) é essencial. Criada pelo confeiteiro alemão Josef Keller, a receita tem uma massa saborosa de chocolate, que leva cerejas, chantilly, raspas de chocolate e aguardente de cereja. 

Uma viagem pela Floresta Negra exige uma parada em um dos diversos cafés da região. O bolo tem inspiração direta na paisagem escura da Floresta Negra. A cada dois anos, a pequena cidade de Todtnauberg recebe um festival dedicado exclusivamente ao bolo, onde confeiteiros profissionais e amadores podem mostrar suas habilidades e apresentar suas criações originais baseadas na Floresta Negra, usando os ingredientes clássicos.

Encante-se pela Floresta Negra com a Viaggi Turismo

Ficou com vontade de conhecer os encantos da Floresta Negra? Com a Viaggi Turismo, você pode visitar esse e outros destinos quando for o melhor momento. Clique aqui e saiba como planejar suas viagens. 

Mande seu comentário!